Quais os impactos da variação climática na agricultura? Entenda

Quais os impactos da variação climática na agricultura? Entenda

Prefere ouvir este artigo em vez de ler? Ouça no player abaixo!

O agronegócio é responsável por aproximadamente 22% do PIB brasileiro. Essa atividade tão importante para a economia do país é extremamente dependente da variação climática e das condições meteorológicas na lavoura.

Compreender a variabilidade climática de uma região é fundamental para o planejamento da safra. Dessa forma, é possível alinhar as etapas como plantio e colheita de acordo com as condições meteorológicas mais favoráveis.

Neste artigo explicaremos melhor por que a variabilidade climática é importante para a agricultura e como um produtor pode se preparar para reduzir riscos e impactos decorrentes de variações inesperadas. Boa leitura!

O que é a variabilidade climática?

O clima é um dos elementos mais decisivos para a agricultura, tão importante quanto o solo e o tipo de cultura que será plantado. Em certas regiões do país, o clima é favorável para determinados tipos de lavoura, enquanto em outras a área agricultável é restrita por ele.

Enquanto o clima é uma palavra que se refere ao padrão das condições meteorológicas de uma região, a variabilidade climática tem relação com as alterações dessas ao longo de um período.

O clima da região sul do Brasil, por exemplo, é subtropical, enquanto no restante da nação predomina o clima tropical. No entanto, ao longo de um ano, a região encara condições meteorológicas variadas, como calor no verão, frio no inverno e chuvas distribuídas pelos 12 meses.

Além da variação sazonal climática, outros elementos podem influenciar nas condições meteorológicas de um local, incluindo fenômenos como o El Niño Oscilação Sul (ENOS). A própria agricultura gera impactos indiretos no tempo, como a alteração da disponibilidade de água no ambiente, mudanças na absorção da radiação solar e até nos ventos.

Outras atividades humanas também afetam o tempo e, em longo prazo, o clima de uma região — especialmente o desmatamento, a indústria, a mineração e a construção de cidades. Com a revolução industrial e o consequente aumento da população humana, o planeta passou por mudanças climáticas significativas, e existem estudos que preveem que mais delas devem acontecer nas próximas décadas.

 

Como a variação climática impacta a agricultura?

Nos anos em que a variabilidade climática é regular e próxima do que é considerado normal, a tendência é que o agronegócio tenha resultados melhores, com lavouras mais fartas e uma perda reduzida.

Por outro lado, se o produtor rural é surpreendido por chuvas fora de época, geadas pesadas e secas, a tendência é que as perdas sejam bem maiores, tanto por impactos diretos dessas condições meteorológicas quanto indiretos.

Os impactos diretos de um tempo ruim são, por exemplo, o subdesenvolvimento da lavoura pela falta de chuvas na época de plantio e desenvolvimento e, por outro lado, o excesso de umidade na hora de colher, quando as plantas já deveriam estar secas.

Já os impactos indiretos acontecem quando variações inesperadas contribuem para o desenvolvimento de pestes e pragas que atacam a lavoura. Certos insetos se reproduzem com mais facilidade em climas quentes e chuvosos. Se o produtor não está preparado e não utilizou os defensivos agrícolas certos, pode perder parte da lavoura.

Todo o planejamento na agricultura leva em conta a variabilidade climática e as condições meteorológicas da região. No Brasil, o potencial de muitas áreas só passou a ser verdadeiramente explorado quando inovações tecnológicas permitiram amenizar parte das dificuldades climáticas envolvidas em certas culturas.

No cerrado, por exemplo, era mais comum a criação de pastos para a pecuária, especialmente na região do planalto central. Com a evolução das técnicas de agricultura como o plantio direto, a mecanização do campo e o desenvolvimento de formas de lidar melhor com o clima, hoje é uma das regiões em que a agricultura mais cresce, com lavouras extremamente produtivas.

Com a iminência de mudanças climáticas como o aquecimento global, existe um temor de que muitas terras que hoje são cultiváveis sejam afetadas por climas mais rigorosos, o que pode exigir ainda mais avanços para que a agricultura continue próspera.

De que forma é possível reduzir as incertezas geradas pelo clima na agricultura?

É possível combinar a inteligência e a tecnologia para entender melhor a variabilidade climática e se preparar para imprevistos.

O primeiro passo aqui é estudar e entender bem o clima da região e a variação sazonal climática que afetará a lavoura. Com essas informações, o produtor rural consegue se planejar melhor e entender qual tipo de cultura é mais apropriado para sua propriedade, além dos cuidados específicos que precisam ser tomados.

Em regiões mais secas ou com imprevisibilidade maior de chuvas, por exemplo, um pivô central ou algum outro método de irrigação eficiente pode ser necessário para certas culturas.

Já em algumas regiões do mundo, agricultores muitas vezes contratam helicópteros para sobrevoar lavouras e, com os ventos dos rotores, reduzir a umidade antes da colheita. Saber de antemão como é a variação sazonal climática pode ajudar nesse tipo de planejamento.

Depois de saber tudo sobre o clima do local, é hora de se preparar para as incertezas com bons serviços meteorológicos. É comum que produtores rurais fiquem sempre de olho no tempo nos noticiários da TV e em sites específicos na web, mas com um software especializado em meteorologia é possível fazer esse monitoramento com muito mais precisão e opções.

Os softwares de monitoramento climático são ferramentas profissionais que passam não apenas uma previsão do tempo, mas também os fatores mais decisivos que podem afetar a lavoura.

Com esse tipo de recurso é possível se antecipar melhor e criar estratégias mais eficazes para lidar em tempo real com condições meteorológicas adversas, como uma tempestade que se aproxima da lavoura.

Portanto, ainda que não exista uma forma de prever o futuro, é possível se preparar para ele e antecipar a compreensão do tempo com a meteorologia. Considerando a importância das condições meteorológicas para a agricultura, essa é uma área que exige atenção e investimento dos produtores rurais para evitar prejuízos e potencializar os resultados das lavouras.

Gostou de aprender mais sobre os impactos da variação climática na agricultura? Aproveite então para compartilhar este artigo nas redes sociais!

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe