O trabalho em plataforma de petróleo pode ser muito interessante. Em alto-mar, há uma série de situações que pode oferecer um aprendizado enorme, o que se reflete em experiência profissional e grandes diferenciais.

No entanto, trata-se também de um trabalho de grandes riscos. Todas as pessoas embarcadas, independentemente da função que exercem, devem ter atenção extra às normas de segurança do trabalho para evitar acidentes.

Isso porque a presença do mar intensifica os problemas — inclusive a dificuldade de acesso do socorro, em caso de necessidade. Neste artigo, falaremos sobre as cinco principais dicas de segurança que devem ser seguidas nas plataformas, para garantir um trabalho seguro e instigante. Boa leitura!

Dicas de segurança na plataforma de petróleo

1. Use os EPI’s adequadamente

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s)são uma medida de segurança não só para quem trabalha em plataformas, mas para todo trabalhador que circula em ambientes onde haja perigo de acidentes. Usar corretamente os EPI’s é um dever do profissional que trabalha em plataforma para garantir a sua integridade. Veja os principais equipamentos que devem ser utilizados todos os dias:

  • botas;

  • capacete com jugular;

  • luvas;

  • óculos de segurança;

  • protetor auricular.

2. Controle os níveis de energia ionizante

Na indústria petrolífera, diversos processos e aparelhos usam a energia radioativa ionizante. Alguns exemplos são as radiografias, a perfilagem de poços e a gamagrafia. Apesar de o uso dessa forma de energia ser controlado nas plataformas, é fundamental que haja um monitoramento dos níveis de energia radioativa ao qual cada funcionário é exposto.

No corpo humano, os efeitos desse tipo de energia podem ser graves. No caso de uma superexposição, ela pode começar a causar mutações no DNA, levando a quadros de falência de órgãos ao desenvolvimento de tumores malignos.

3. Evite a insolação

O trabalho nas plataformas de petróleo é, muitas vezes, feito ao ar livre. Isso significa que, nos dias de maior incidência solar, é fundamental cuidar da exposição ao sol para evitar a insolação. A hidratação é o primeiro ponto ao qual os trabalhadores offshore devem estar sempre atentos. Apesar de haver variações na quantidade de água recomendada para cada pessoa, quem está exposto ao sol grande parte do dia nunca deve ingerir menos de dois litros.

Outra medida importante quando se fala em insolação é o protetor solar. Ele deve ser passado nas áreas expostas e renovado de duas a três vezes por dia. O fator de proteção solar (FPS) mínimo deve ser 30, podendo ser mais alto se a pessoa tiver a pele muito branca. Vale a pena ficar de olho na previsão do tempo para monitorar a incidência de raios UV. Quando ela estiver alta, os cuidados com o sol devem ser redobrados para evitar queimaduras na pele e outros sintomas, como dores de cabeça e tontura.

4. Monitore o tempo severo

No mar, até uma chuva fina pode tornar as coisas muito mais complicadas, pois a umidade aumenta o risco de quedas e acidentes. Além disso, as tempestades são outra fonte de preocupação, pois podem causar acidentes fatais.

O serviço de monitoramento meteorológico é uma ferramenta que pode fazer a diferença na vida e na segurança dos trabalhadores que estão na plataforma. As indicações fornecidas pela meteorologia podem auxiliar na criação de planos de emergência e em protocolos para o dia a dia, garantindo a segurança do trabalho.

5. Não use equipamentos eletrônicos

Aparelhos eletrônicos podem emitir faísca. Em um ambiente que lida diretamente com um combustível tão poderoso quanto o petróleo, esse é um risco que não se pode correr. O uso desses equipamentos deve ser proibido na plataforma. Portanto, nada de câmeras fotográficas, celulares, lanternas ou notebooks. A própria plataforma terá seus equipamentos adequados e formas de comunicação oficiais.

A segurança do trabalho na plataforma de petróleo tem, é claro, o objetivo de proteger os trabalhadores e garantir sua integridade física para a realização de suas tarefas. Mas, nesse caso específico, há uma preocupação a mais: a responsabilidade ambiental. Essas medidas de segurança evitam também acidentes que possam derramar óleo no oceano.

Gostou das dicas que trouxemos neste artigo? Então compartilhe-o em suas redes sociais e ajude os seus amigos e contatos a permanecerem seguros!