No mundo corporativo, a única certeza é que as mudanças acontecem a todo tempo e, portanto, as empresas precisam estar sempre preparadas para enfrentar as mais diversas adversidades. Nesse sentido, uma das ferramentas que tem se tornado grande aliada na administração de operações financeiras é o gerenciamento de riscos.

Trata-se de um conjunto de estratégias, cujo objetivo é prevenir ou eliminar os riscos, além de permitir identificar oportunidades que possam gerar valor para a empresa. Para isso, a Somar apresenta o serviço de gerenciamento de risco baseado na meteorologia, fundamental não só para segmentos do agronegócio como também na tomada de decisão das operações financeiras executadas por bancos, com o intuito de evitar prejuízos em suas transações.

Neste artigo, vamos explicar como funciona o serviço, quais são as vantagens e a importância de lidar com empresas renomadas para oferecer os clientes uma base de dados consistente e um suporte de excelência. Confira!

Avaliando os riscos com precisão

Um dos grandes objetivos do gerenciamento de riscos é oferecer um mapeamento preciso de todos os fatores que podem afetar o desempenho de um negócio antes mesmo que eles aconteçam. Para isso, a Somar desenvolve ações baseadas nas condições climáticas e meteorológicas que possam prever tais eventos de forma eficiente e segura.

Uma boa avaliação de riscos deve partir de uma identificação prévia, análise quantitativa, planejamento de possíveis respostas, monitoramento, medidas adotadas, gestão e treinamento de pessoal. Por tal razão, a empresa realiza o monitoramento via satélite e estações meteorológicas, além de monitorar também relatos de cooperativas dos eventos em uma determinada região.

Assim, mais do que a visão macro, apresenta um acompanhamento por meio de estações meteorológicas para compreender como está a distribuição dessas variáveis em uma área. Com isso, é possível ter uma ideia de quais regiões estão tendo uma condição climática favorável para o desenvolvimento agrícola e outras onde as condições não são adequadas para, então, realizar transações financeiras.

Otimização de recursos e processos

Não é novidade que as empresas que prezam por uma gestão eficiente estão em busca de otimização de recursos e de processos. De uma forma geral, isso significa ter um crescimento significativo, em um mesmo espaço de tempo, com uma quantidade mínima de recursos e processos.

Assim sendo, quando os riscos são gerenciados, é possível ter uma ideia das variáveis que possam atrapalhar essa otimização e se antecipar quanto às possíveis soluções necessárias para a situação. Um exemplo prático de otimização de recursos é a utilização de satélites para visualização de plantações.

Com esse recurso, é possível identificar a coloração da lavoura e, caso haja alguma variação na paleta de cores que indique um problema, o agricultor pode tomar as medidas de manejo o quanto antes e evitar perdas na produtividade.

Redução dos prejuízos operacionais

Em determinadas atividades, há um custo muito elevado para se obter produtividade, como no caso da agricultura. Soma-se a isso o fato de que as condições climáticas impactam diretamente no resultado do investimento.

Sendo assim, como não há uma previsão dos possíveis riscos aos quais o produtor estará submetido, ele terá uma chance muito maior de ter prejuízos em decorrência das próprias operações.

Do ponto de vista dos bancos e seguradoras, dependendo das condições climáticas, é possível identificar se há ou não boas chances de que o produtor arque com o financiamento no futuro, afinal, espera-se que ele produza e devolva o valor devido, sem prejuízos.

Desse modo, caso gestores tenham informações relacionadas às condições climáticas pouco favoráveis, eles podem identificar que uma região apresenta risco para o banco. Assim, conseguem restringir um pouco mais o crédito. Caso contrário, podem liberar um valor mais elevado se compreenderem, por meio dos dados, que o clima está favorável para uma boa produtividade.

Gerenciamento de dados para redução dos riscos

A Somar trabalha com um sistema de gerenciamento de dados para a redução de riscos. Isso significa que há uma transformação dos dados em informações confiáveis e relevantes que serão usadas como fonte de conhecimento para gestores possam tomar decisões acertadas.

Com esse banco de dados estruturado, as instituições financeiras podem conhecer o perfil dos clientes e verificar ações que podem ser desenvolvidas para aumentar a fidelização.

Com isso, a Somar atua no gerenciamento desses dados baseados em eventos meteorológicos que podem afetar o desenvolvimento de uma atividade ao longo de um período. Dessa forma, procura-se informações que alertem para o tipo de cuidado que será necessário. Por exemplo, períodos de seca intensa ou com grandes ocorrências de chuva oferecem riscos diferentes e demandam tipos de ações específicas para cada caso

Nesse sentido, o gerenciamento de riscos atua no monitoramento de curto, médio e longo prazo de eventos considerados extremos e que podem modificar o ambiente e, consequentemente, as transações financeiras.

Aumento da lucratividade

Realizando o gerenciamento de riscos da forma adequada, o retorno será o aumento da lucratividade. Isso acontece porque, quando um banco recebe as informações de condições climáticas desfavoráveis, prejudicando o desenvolvimento agrícola, a região passa a ser de risco para o banco, que consequentemente endurecerá as linhas de crédito.

Do mesmo modo, em boas condições, há uma chance maior de aumentar as oportunidades e conseguir mais clientes.  

Com a ferramenta de monitoramento da Somar, é possível com 6 meses ou 1 ano de antecedência desenhar o cenário. Apesar de não permitir identificar quais cidades terão problemas e em quais épocas, possibilita uma previsão global, levando em conta o prognóstico por um período pré-determinado.

Além disso, de posse das informações precocemente, as instituições podem se prevenir caso existam problemas que afetem a produção e um grande número de produtores recorram ao seguro ou indenização.

O serviço de gerenciamento de riscos oferecido pela Somar é eficiente pois, ao enviar dados e estimativas confiáveis aos bancos, permite que essas instituições financeiras façam uma previsão do cenário econômico, aumentando as chances de ter bons lucros nas operações. Com isso, reduz-se o risco de ter prejuízos ou imprevistos independentemente das variações climáticas.

Ficou interessado nesse serviço e quer saber mais o assunto? Entre em contato conosco!