Os atrasos em obras são um dos maiores pesadelos da construção civil. De um lado, há a pressão do cliente para o término do trabalho contratado. De outro, as equipes, que acabam ficando presas a uma única obra por mais tempo do que o previsto. Uma ferramenta capaz de contornar essa situação é o boletim meteorológico para construção civil.

Nesses boletins, é possível encontrar informações sobre as condições do tempo e do clima nos próximos dias e semanas, tornando possível um planejamento melhor das atividades.

Ao longo deste post, explicamos como o engenheiro pode fazer uso dessa ferramenta, de forma a otimizar seu tempo e seus recursos. Continue a leitura até o fim e descubra!

Por que usar um boletim meteorológico para construção civil?

O boletim meteorológico é um documento elaborado com exclusividade para uma organização, empresa ou projeto. Isso significa que ele conterá todas as informações que são relevantes e fazem sentido para o escopo dos trabalhos realizados.

Há diversos setores que podem se beneficiar do uso estratégico desses boletins, como o agronegócio. Nesse contexto, o gestor pode, por exemplo, planejar ações, como aplicação de defensivos nas lavouras ou instalação de medidas que proporcionem conforto térmico para o gado.

No caso da construção civil, o boletim permite ao engenheiro fazer um melhor planejamento das atividades da obra. Para citar um exemplo, caso a previsão seja de um período de chuvas prolongado, ele pode evitar que os funcionários da obra fiquem parados, designando-os para tarefas que podem ser realizadas com o tempo úmido. 

Quais as vantagens de usar um boletim meteorológico nas obras?

Além da possibilidade de diminuir os atrasos nas obras, o uso do boletim meteorológico na construção civil tem ainda outras vantagens. Acompanhe.

Evita perdas de materiais

É muito comum que os materiais nas obras sejam acondicionados ao ar livre, devido às grandes quantidades. Chuvas torrenciais podem levar embora grandes quantidades de areia e até mesmo pedras, ou rasgar sacos de cimento, inutilizando o produto. Ventos muito intensos podem quebrar telhas e rasgar proteções.

Ao saber da previsão meteorológica, o engenheiro pode organizar melhor os pedidos para não ter materiais acumulados no canteiro de obras. Pode também proteger melhor os que já tiverem sido entregues, evitando as perdas.

Evita manutenções depois do trabalho entregue

Problemas de estrutura e de construção devem ser consertados pela empresa de engenharia, independentemente de quanto tempo se passou desde a data de entrega da obra. A instalação de alguns acabamentos pode ser prejudicada por alguns fatores, como a alta umidade. Com o boletim meteorológico, o engenheiro pode planejar esse tipo de tarefa para dias com tempo mais apropriado, evitando os consertos posteriores à entrega.

Melhora a reputação da empresa

Um dos principais fatores analisados pelos clientes quando decidem comprar um imóvel na planta é se a empresa costuma entregar suas propriedades no prazo. Esse é um aspecto que pesa muito na decisão. Com um planejamento feito de acordo com a previsão do tempo, o engenheiro evita os atrasos. A consequência disso é que os clientes preferirão essa empresa na hora de comprar um imóvel na planta, pois sabem da boa reputação.

Melhora a segurança no trabalho

O ambiente de obras já é bastante desafiador do ponto de vista da segurança no trabalho. Subir em andaimes e escadas exige atenção e cuidado. Tudo isso deve ser redobrado se o terreno estiver molhado ou se houver ventos fortes. Sabendo previamente das condições meteorológicas, é possível alertar as equipes, para que elas prestem ainda mais atenção na segurança.

Que tipo de informações ele traz?

Um boletim vem com os dados meteorológicos que fazem sentido para cada negócio ou projeto. No caso das obras, há algumas questões que costumam ser pertinentes. Veja a seguir.

Períodos de chuva

Esse costuma ser o principal fator climático que interfere nas obras, portanto, não pode faltar em um boletim. Dependendo da região do Brasil onde os trabalhos serão executados, o período de chuvas pode variar. O engenheiro deve levar essa informação em consideração para fazer o seu planejamento, de forma a evitar atrasos.

Volume acumulado

Outro dado que pode constar no documento é o volume de chuvas acumulado no período e quando está previsto cair uma forte chuva. Novamente, esse dado ajuda a evitar perdas de materiais e garante que os trabalhadores façam seu serviço em segurança, sabendo das condições climáticas. 

Valores de temperatura e umidade

Alguns processos de obras funcionam melhor com temperaturas um pouco mais altas e pouca umidade. O assentamento de alguns acabamentos, como pisos e azulejos, é um deles. No entanto, outras etapas, que demandam secagem, também dependem das condições ideais.

Para que a pintura seja feita, por exemplo, é necessário que as paredes emassadas já tenham começado a secar. As lajes também precisam secar antes que se construam os andares superiores e removam-se os suportes. A temperatura e a umidade têm papel central nesses processos. Portanto, são informações que o engenheiro precisa ter para planejar as atividades da obra.

Direção predominante do vento

Os ventos são um dos fatores que afetam diretamente a segurança no trabalho, principalmente se a obra for de uma construção alta. Os trabalhadores precisam estar informados sobre esse fator meteorológico para não serem pegos de surpresa.

Em algumas circunstâncias, quando a velocidade dos ventos estiver muito alta, é até mesmo interessante interromper temporariamente determinadas atividades, para não correr o risco de um acidente. Sabendo disso antecipadamente, o engenheiro não fica com funcionários parados, pois eles podem ser designados para outras funções.

As obras são ambientes sujeitos a muitas variáveis que não podem ser controladas, como o clima e o tempo. O que é possível fazer, nesses casos, é munir-se do máximo de informações possíveis para conseguir tirar o melhor proveito de cada situação.

A contratação de empresas especializadas no fornecimento de serviços de previsão do tempo é fundamental para evitar perdas e otimizar os recursos. O boletim meteorológico para construção civil é um instrumento que deve ser personalizado, de acordo com as necessidades do projeto. Só assim, o engenheiro conseguirá obter o melhor desempenho de suas equipes, aumentando a produtividade. 

Ficou interessado em conhecer mais sobre esse serviço? Entre em contato conosco e conte-nos sobre o seu projeto! Será um prazer atender a sua demanda.